HomeNotíciasDEBATE DA AIP SINALIZA NECESSIDADE DE PROJETOS PARA CRIAR MARCA "UMBRELLA" QUE ATRAIA E FIXE TURISTAS NO MINHO

DEBATE DA AIP SINALIZA NECESSIDADE DE PROJETOS PARA CRIAR MARCA "UMBRELLA" QUE ATRAIA E FIXE TURISTAS NO MINHO

Criar uma marca agregadora do Minho capaz de internacionalizar a região, dinamizando a oferta turística e fixando os turistas é o grande objetivo dos cidadãos e entidades como a Câmara Municipal de Braga (CMB) que participaram no encontro “be IN – Integrar para fazer” realizado no dia 25 de julho, no Museu Regional de Arqueologia Dom Diogo de Sousa, em Braga. 

A necessidade e a capacidade de atrair e fixar turistas na região foi vivamente discutida durante o evento organizado pela Associação Industrial Portuguesa (AIP) com a colaboração da Célula 2000, empresa de apoio ao empreendedorismo. Entre as ideias apresentadas pelos cidadãos e pelos representantes das várias entidades, destacou-se a premência em apostar no turismo sénior e religioso, bem como no desenvolvimento da oferta de golfe. Quanto à marca distintiva da região, os participantes foram ainda mais longe, apontando a necessidade de combinar o Minho com a Galiza.

Cidade para viver e trabalhar, mas sobretudo para visitar, a capital do Minho quer fazer valer o epíteto que a acompanha ao longo da história, renovando a importância que assumiu outrora – “Todos os caminhos vão dar a Braga”.

António Barroso, adjunto no Gabinete de Apoio à Presidência da CMB, sublinhou a relevância da cidadania ativa e a oportunidade da realização do “be IN” na capital do Minho, uma vez que está já em curso o Orçamento Participativo de Braga, “no qual se podem incluir e votar ideias que saiam deste encontro”: “É importante que estejamos todos em sintonia, fazendo algo que a todos diz respeito. É preciso olhar a cidade de acordo com três ângulos: cidade para viver, cidade para trabalhar, e cidade para visitar. E é neste último âmbito que ainda há muito para trabalhar, ou seja, na capacidade da cidade para atrair e fixar turistas”.

   

Vasco Teixeira, professor associado da Universidade do Minho, a quem foi entregue a moderação do debate, recordou que Braga, “a terceira maior urbe do país, foi recentemente considerada uma das melhores cidades da Europa para viver, fazer negócios e visitar”.

Carlos Neves, da CCDR-N, estabeleceu o paralelo entre as estratégias “Europe 2020” e a da região Norte do país, considerando o Norte do país como aquele que “apresenta mais potencial de crescimento, mas também o mais pobre em valores per capita”. “Temos um território com qualidade, em termos de património e natureza, que devemos de ser capazes de valorizar”, explicou, chamando a atenção para a necessidade de “adicionar outro ingrediente”: “O conhecimento, a divulgação eficaz da região no exterior”.

Domingos Araújo, do Centro de Emprego e Formação Profissional de Braga, organismo do IEFP, destacou as estruturas e os programas existentes na região no apoio ao empreendedorismo e à formação, relevando a importância da educação para o empreendedorismo. “A taxa de desemprego qualificado em Braga é superior à média nacional”, observou aquele responsável aproveitando a oportunidade para desafiar a Universidade do Minho no sentido de “conceber formação na área do empreendedorismo”.

Pedro Sousa Basto, do movimento Dish Mob Portugal, referiu-se à estratégia adotada pela sua organização, que se dedica, entre outras iniciativas, à realização de sessões de “networking”, “permitindo assim que as pessoas se conheçam e estabeleçam redes para dinamização de negócios”.

O fórum terminou com uma mensagem de Abraão Veloso, da Europe Direct de Ponte de Lima, que acentuou a “importância do sentimento de pertença ao espaço europeu” no debate do espírito da cidadania ativa, mas também na operacionalização do mesmo. O “be-IN” Braga, um dos mais animados de um conjunto de nove que a AIP realizou em vários pontos do país, foi palco para “cidadãos apaixonados pela terra” revelarem as suas ideias e pensarem compromissos para as concretizarem.

Para saber ou para participar no debate siga-nos em https://www.facebook.com/bein.aip e consulte o site be IN http://www.be-in.com.pt/ 

Fonte: Associação Industrial Portuguesa - Câmara de Comércio e Indústria (AIP-CCI)

Contactos

Morada:
Complexo Tecnológico de Coimbra
Rua Coronel Júlio Veiga Simão
Loreto - Coimbra
3025 - 307 Coimbra
 
E-mail: geral@nerc.pt
Telefone: 239 497 736
Fax: 239 497 739