NERC em encontro com Comissário Europeu Carlos Moedas

Horácio Pina Prata e José Espírito Santo, presidente e vice-presidente da NERC - Associação Empresarial da Região de Coimbra, tiveram na passada sexta-feira, 6 de novembro, um encontro com o Comissário Europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas, por ocasião da sua visita Coimbra no âmbito da iniciativa Roteiro da Ciência. Nos pressupostos desta breve reunião informal, tida no Museu da Ciência, esteve a apresentação da NERC e do Complexo Tecnológico de Coimbra, onde está sediada a associação, como um importante polo de afirmação de Inovação e Tecnologia para a região de Coimbra e todo o país.

Segundo Horácio Pina Prata, este encontro permitiu “transmitir a visão da NERC relativa a Inovação, Ciência e Tecnologia e reafirmar que Coimbra tem empresas fortes de alta tecnologia, algumas delas associadas da NERC, e também um Complexo Tecnológico onde se encontram sediadas entidades relevantes neste âmbito como é o caso da AEMITEQ, NOVOTECNA, CTCV, Associação FabLabs Portugal, entre outras associações que ficaram desde já no interesse do Comissário para uma próxima oportunidade de visita à região de Coimbra.”

Aproveitando também na presença na iniciativa do reitor da Universidade de Coimbra, João Gabriel Silva, a Direção da Associação Empresarial da Região de Coimbra aproveitou ainda para transmitir pessoalmente o motivo de estarmos numa iniciativa na Universidade e reafirmar a posição da associação enquanto entidade defensora das empresas na Região de Coimbra e das entidades associativas e do Sistema Tecnológico sediadas no Complexo Tecnológico. “Existem entidades no Complexo Tecnológico de Coimbra onde a própria Universidade teve e tem responsabilidades e que deve, por isso, ter em atenção o apoio às suas participadas de uma maneira global e não parcial”, concluiu Horácio Pina Prata.

Coimbra foi a primeira cidade portuguesa a receber o Roteiro da Ciência, uma iniciativa que permitirá explicar a ação da Comissão Europeia na promoção da Investigação, Ciência, e Inovação, nomeadamente os instrumentos europeus em vigor, conhecer casos de sucesso de instituições públicas e privadas, assim como de investigadores e empresas, promovendo o contacto entre instituições regionais, nacionais e europeias.