HomeNotíciasNERC apresenta conclusões do Inquérito Empresarial Região de Coimbra

NERC apresenta conclusões do Inquérito Empresarial Região de Coimbra

 

A NERC - Associação Empresarial da Região de Coimbra apresentou em conferência de imprensa, a 14 de março, as conclusões do Inquérito Empresarial à Região de Coimbra.

CONCLUSÕES INQUÉRITO EMPRESARIAL À REGIÃO DE COIMBRA

 

inqueritoA NERC realizou um Inquérito Empresarial à Região de Coimbra onde foram abordados aspetos de interesse para uma análise da aplicação de fundos e para uma perspetiva do investimento empresarial na Região.

60% das empresas nunca beneficiaram de qualquer tipo de apoio comunitário e 48% indicou que não existe informação suficiente sobre os apoios comunitários.

 

 

Atividade das empresas

No que respeita à atividade das empresas, a tendência geral é para um crescimento sustentado em 51% dos casos, verificando-se uma diminuição em apenas 19%.

Exportação

48 % das empresas tem atividade exportadora. Em 7% dos casos a exportação representa mesmo de 75 a 100% do volume de negócio.

Situação Financeira

Em 81% dos casos foi identificada uma situação financeira sólida.

Intenção de Investimento

85% das empresas declaram que estão e têm intenção de continuar a investir. As áreas de investimento mais citadas são a Formação, Marketing, Internacionalização e Investigação.

Acesso aos apoios

Contudo só 40% afirmam terem alguma vez beneficiado de apoios, e a tendência será para piorar pois apenas 36% têm intenção de se vir candidatar.

Constrangimentos ao acesso das empresas aos apoios

Quando se pergunta pelas razões do não acesso aos instrumentos de apoio, as respostas são consistentes:

  • Obstáculos administrativos na apresentação das candidaturas
  • Demora na análise das candidaturas – média citada entre 8 a 10 meses.
  • Falta de quadros técnicos na CCDRC e nas instâncias nacionais impedem uma dinâmica de apoio “face-to-face” aos projetos das empresas sobrepondo-se as funções de fiscalização.
  • A configuração dos Avisos não está direcionada para a operação económica obrigando sistematicamente a replanear e a desvirtuar os projetos de investimento.
  • Critérios de acesso aos fundos são focados em grandes empresas e empregadores.

A este respeito refira-se como exemplo que 68% dos projetos de apoio à I&DT são reprovados por condições de elegibilidade, sem passarem a uma análise de mérito, em clara contradição com a descriminação positiva que deveria derivar da RIS3.

Impacto das políticas públicas de emprego

No que toca ao impacto das políticas públicas de emprego o panorama é semelhante. Tratando-se de empresas com estrutura de emprego estável, onde em 41% dos casos se verifica um aumento sustentado do quadro de pessoal, em 48% dos casos nunca recorreram a qualquer apoio à contratação

Parques Empresariais

Apenas 10% das empresas considera que os Parques Empresariais estão dimensionados para o desenvolvimento económicos e para as necessidades das empresas.

Há que dar uma especial atenção a:

  • Desburocratização do licenciamento
  • Planeamento integrado das Zonas Empresariais para aproveitamento das sinergias entre as empresas
  • Benefícios fiscais para a localização em ZI do interior

Atração do Investimento

A NERC verificado dificuldades no apoio a processos de investimento estrangeiro sentindo-se a falta neste domínio de uma estratégia para a Região, concretamente de projetos estruturantes alinhados com a RIS3.

Preocupações relevantes

Integração da Região de Coimbra no contexto das infraestruturas de comunicação

Rede regional de vias de comunicação deficitária e em mau estado: Conclusão do IC6; Porto da Figueira da Foz; Requalificação da Linha da Beira Alta/ligação a Espanha; Metro Mondego; Autoestrada Coimbra-Viseu.

Apoio à criação de empresas

Coimbra é a única capital de Distrito onde desapareceram mais empresas do que as que foram criadas. Realçando-se a necessidade de atração de investimento nacional e estrangeiro que qualifique a Região de Coimbra, nomeadamente de uma estratégia para a sua dinamização de infraestruturas existentes (exemplo: iParque).

Contactos

Morada:
Complexo Tecnológico de Coimbra
Rua Coronel Júlio Veiga Simão
Loreto - Coimbra
3025 - 307 Coimbra
 
E-mail: geral@nerc.pt
Telefone: 239 497 736
Fax: 239 497 737